Contabilidade para coprodutores: a importância do contador no processo de co-produção

Contabilidade-para-coprodutores-celular

Você já conhece os nossos serviços em contabilidade para coprodutores e a importância do contador especializado no processo de co-produção?

Com o apoio de uma contabilidade especializada você pode pagar menos impostos e aumentar seus lucros!

Para saber mais, clique em um dos botões abaixo e entre em contato com o nosso time de contabilidade digital, ou se preferir, leia este conteúdo até o final e fique por dentro de tudo.

Botão Abrir empresa em São Paulo verde       Botão Trocar de Contador em São Paulo azul

O que é co-produção e o que faz um coprodutor?

Você sabe o que é co-produção e o que faz um coprodutor? Essa é uma profissão que vem crescendo significativamente nos últimos anos e chamando a atenção de muita gente.

Coprodutor é o profissional que colabora para o desenvolvimento e venda de cursos online e ebooks em plataformas como Hotmart, Eduzz e Monetizze.

Na prática, o coprodutor forma uma espécie de sociedade com o infoprodutor e geralmente troca algum tipo de serviço em troca de participação nas vendas.

Dentre os profissionais que costumam migrar para essa profissão, podemos destacar o social media, o editor de vídeos e alguns outros que se tornam especialistas em lançamento digital.

Por falar nisso, você sabe o que é lançamento digital? Como o próprio nome sugere, lançamento digital é um conjunto de estratégias desenvolvidas por uma agência de lançamento de produtos digitais para impulsionar a venda de cursos, ebooks e outros conteúdos distribuídos na internet.

Por sinal, em muitas oportunidades a agência de lançamento de infoprodutos acaba também atuando como coprodutora, trocando os seus serviços por uma parcela de comissão em determinados lançamentos.

Sendo assim, quem deseja atuar no mercado de coprodução, tem duas possibilidades: abrir uma agência de lançamentos digitais ou atuar como coprodutor autônomo. Qual será a melhor opção?

Banner contabilidade digital

Contabilidade para coprodutores e negócios digitais: Vale a pena ser autônomo ou pessoa jurídica?

Não restam dúvidas, atuar como coprodutor pessoa jurídica é a melhor opção para os negócios digitais, observe um comparativo montado pelo nosso time de contabilidade para coprodutores:

Coprodutor autônomo (pessoa física)

  • Não pode emitir notas fiscais;
  • Contribui com até 27,50% no Imposto de Renda;
  • Contribui com alíquota de 20% para o INSS;
  • Possui limite de saque em algumas plataformas;
  • Gera certa desconfiança nos clientes.

Coprodutor pessoa jurídica (PJ)

  • Pode emitir notas fiscais;
  • Contribui com impostos a partir de 2,75% (venda de ebook no Simples Nacional);
  • Contribui com alíquota de 11% para o INSS;
  • Não possui limite de saque em nenhuma plataforma;
  • Transmite maior segurança aos clientes.

Agora você não tem dúvidas, a contabilidade para serviços de coprodução pode garantir uma grande diferença no seu volume de impostos.

Por que contratar uma contabilidade para coprodutores?

Ainda não contratou uma contabilidade para coprodutor? Confira alguns motivos para tomar essa decisão hoje mesmo:

  • Reduza o seu volume mensal de impostos;
  • Reduza a sua alíquota de contribuição para o INSS;
  • Emita notas fiscais;
  • Receba relatórios gerenciais e escale seus negócios;
  • Cumpra todas as exigências fiscais e evite multas.

Procurando uma contabilidade para produtores digitais? A Contabilidade Rio de Janeiro é a sua melhor opção!

Como reduzir os impostos dos coprodutores?

A contabilidade especializada pode contribuir significativamente para a gestão de um negócio digital e das empresas digitais, principalmente quando levamos em consideração o pagamento de impostos.

Por não contar com o apoio de um contador especializado, muitos empreendedores digitais acabam pagando mais impostos que o necessário.

Como vimos anteriormente, como pessoa física, coprodutores e produtores digitais chegam a contribuir com alíquota de 27,50% para o imposto de renda.

Diante disso, veremos na sequência que com a assessoria de uma contabilidade para coprodutores é possível garantir uma importante economia.

Simples Nacional

O Simples Nacional é o regime tributário mais utilizado pelas empresas brasileiras, veja através das tabelas abaixo como ele funciona na prática para infoprodutores e coprodutores do mercado digital.

Anexo I: Utilizado para tributar empresas que atuam na venda de ebooks.

Considerando a isenção de ICMS sobre ebooks, a menor alíquota neste regime pode chegar a 2,75% ao mês.

Tabela Anexo I Simples Nacional
Tabela Anexo I Simples Nacional

 

Anexo III: Utilizado para tributar empresas que atuam na venda de cursos online e que comprometem 28% ou mais do seu faturamento com despesas de folha de pagamento.

A alíquota inicial neste anexo é de 6% e pode chegar ao limite de 19,50% (considerando a parcela a deduzir do Simples).

Tabela Anexo III Simples Nacional
Tabela Anexo III Simples Nacional

 

Anexo V: Utilizado para tributar empresas que atuam na venda de cursos online e que não comprometem 28% ou mais do seu faturamento com despesas de folha de pagamento.

A alíquota inicial neste anexo é de 15,50% e pode chegar ao limite de 19,25% (considerando a parcela a deduzir do Simples).

Tabela Anexo V Simples Nacional
Tabela Anexo V Simples Nacional

 

Lucro Presumido

Como vimos no tópico anterior, no Simples Nacional, coprodutores e infoprodutores contam com três possibilidades de tributação.

Por sua vez, no Lucro Presumido, temos duas possibilidades, uma para a venda de ebooks e uma para a venda de cursos online, veja:

Venda de ebooks: Conta com isenção de ICMS, PIS e COFINS, neste regime tributário, o que reduz a alíquota média do lucro presumido para 2,88% sobre o faturamento mensal.

Venda de cursos online: Por sua vez, sobre a venda de cursos online, a alíquota de tributação fica entre 13,33% e 16,33%, a depender da alíquota de ISS do município de instalação da empresa.

Conheça os nossos serviços em contabilidade para coprodutores e descubra o regime tributário mais econômico para a sua empresa.

Banner Quero abrir empresa

Como abrir uma empresa e contratar uma contabilidade para coprodutores?

Você já sabe abrir CNPJ para negócios digitais pode garantir uma boa economia de impostos, conte com o apoio de um contador especialista e dos nossos serviços em assessoria contábil.

Contabilidade para coprodutor é com a Contabilidade Rio de Janeiro. Confira os documentos que precisa e abra a sua empresa:

  • RG e CPF;
  • Comprovante de Residência;
  • Carnê IPTU.

Agora ficou fácil, clique em um dos botões abaixo, entre em contato com o nosso time de contabilidade para coprodutores e solicite a abertura da sua empresa!

Botão Abrir empresa em São Paulo verde       Botão Trocar de Contador em São Paulo azul